Jaborandi é contemplada com 02 ventiladores pulmonares produzidos pela USP

Novo equipamento, produzido pela Escola Politécnica (Poli), da Universidade de São Paulo (USP), foi entregue pelo Secretário Executivo do Consórcio de Desenvolvimento do Vale do Rio Grande (CODEVAR), Victor Borges, na presença do prefeito Silvio Vaz de Almeida, da Secretaria Municipal de Saúde Joice Aparecida da Silva, da Responsável Técnica do Hospital Municipal Dr. Amadeu Pagliuso, Paula Brunhrera Kinoshita e dos representantes do legislativo jaborandiense: André Junqueira, Juninho do Totonho, Juninho do Sambinha e Dione Eduardo da Silva

O prefeito Silvio Vaz de Almeida, acompanhado da Secretaria Municipal de Saúde Joice Aparecida da Silva, da Responsável Técnica do Hospital Municipal Dr. Amadeu Pagliuso, Paula Brunhrera Kinoshita e dos representantes do legislativo jaborandiense: André Junqueira, Juninho do Totonho, Juninho do Sambinha e Dione Eduardo da Silva, recepcionaram na tarde da última quinta-feira (15/07), Victor Borges, Secretário Executivo do Consórcio de Desenvolvimento do Vale do Rio Grande (CODEVAR), oportunidade na qual o munícipio de Jaborandi, foi contemplado com 02 ventiladores pulmonares para intubação orotraqueal invasiva e ventilação não invasiva (VNI), produzidos pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).
O chefe do executivo municipal, Silvio Vaz de Almeida durante o ato de entrega oficial, agradeceu o empenho do representante do CODEVAR, Victor Borges, para a liberação do equipamento em tempo recorde, atendendo a pedido formulado pela administração municipal.

“Graças ao empenho técnico de nossa equipe da saúde e do apoio suprapartidário dos membros do legislativo jaborandiense e da disponibilidade de toda a diretoria do Codevar, representada nesse ato pelo seu Secretário Executivo, Victor Borges, o Hospital Dr. Amadeu Pagliuso, é contemplado com 02 (dois), equipamentos de ventilação mecânica robustos e de fácil manuseio, produzidos pela Universidade de São Paulo (USP)”, enfatizou Silvinho em tom otimista. Na sequência o prefeito destacou ainda que desde que assumiu a Prefeitura Municipal de Jaborandi, já foram investidos aproximadamente R$ 200.000,00 na modernização do rol de equipamentos e de mobiliários da unidade hospitalar. Essa conquista vêm consolidar nosso projeto de reestruturação do Hospital Municipal Dr. Amadeu Pagliuso, para que a estrutura do mesmo passe a ofertar a nossa população condições adequadas de suporte, serviços e de hotelaria hospitalar, permitindo maior segurança e qualidade nos diagnósticos, além de maior conforto aos pacientes internados ou que utilizam o atendimento do Pronto-Atendimento” tanto no atual cenário pandêmico, como no também no futuro, quando a imunização completa atingir cerca de 50% a 70% da nossa população e a circulação do novo Coronavírus (Covid 19), estiver mais restrita”

finalizou o prefeito municipal.

REESTRUTURAÇÃO DO HOSPITAL MUNICIPAL DR. AMADEU PAGLIUSO

Desde que assumiu a Prefeitura Municipal de Jaborandi, para a gestão (2021/2024), os investimentos na reestruturação do Hospital Municipal Dr. Amadeu Pagliuso, têm sido uma das prioridades do prefeito Silvio Vaz de Almeida. Em apenas 06 meses foram investidos aproximadamente R$ 200.000,00 na aquisição de novos mobiliários (04 camas hospitalares elétricas tipo Fawler, 04 camas mecânicas tipo Fawler, 02 sofás camas e 06 poltronas hospitalares reclináveis), novos equipamentos (02 Novos Ventiladores Pulmonares Estacionários, 01 Aparelho Portátil de Gasometria e 01 Nova Bomba Eletrônica de Infusão).
NOVOS CAPACETES ELMO
Também na última quinta-feira (15/07), o chefe do executivo municipal agradeceu a doação realizada pelo empresário Waldinei Donizete Savan (Thesco), e pelo servidor e produtor rural, Paulo Roberto Zanqueta, que adquiriram e doaram para o Hospital Municipal Dr. Amadeu Pagliuso, 03 capacetes Elmo, produzidos pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) para a Ventilação Não Invasiva (VNI) de pacientes acometidos com a Covid 19, com melhor suporte ventilatório e conforto respiratório para os pacientes, em relação as máscaras utilizadas tradicionalmente.